País

Manuel viu as casas da família a arder. "Desta vez foi tão intenso que não houve hipótese"

Algumas casas arderam na zona de Tavira.

O incêndio que deflagrou na segunda-feira em Castro Marim e que já passou para os concelhos de Vila Real de Santo António e Tavira foi dominado às 16:00 desta terça-feira, avançou o Comando Distrital de Operações de Socorro de Faro à SIC.

Agora, avaliam-se os prejuízos. As chamas destruíram algumas casas numa zona rural do concelho de Tavira, como foi o caso das habitações da família de Manuel Rodrigues. Uma delas era a casa dos pais, onde morava agora um irmão.

O alerta para o incêndio rural foi dado às 01:05 de segunda-feira e o fogo chegou a ser dado como dominado pelas 10:20, mas o "quadro meteorológico severo", com altas temperaturas e vento, estiveram na origem de uma "reativação muito forte, em pleno período crítico do dia, junto à cabeça/flanco direito do incêndio original, e este ficou rapidamente fora da capacidade de extinção", explicou anteriormente Richard Marques.