País

PJ detém suspeitos de ligações ao homicídio de um jovem no Metro das Laranjeiras

Detidos têm entre 18 e 19 anos.

A Polícia Judiciária (PJ), em colaboração com a PSP, deteve esta madrugada três envolvidos no roubo e homicídio de um jovem de 19 anos na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa.

As imagens de videovigilância do metro ajudaram a identificar os suspeitos da morte. Em comunicado, a PJ agradece toda a ajuda dada pelo metro para encontrar os presumíveis autores do crime.

Os detidos têm entre os 18 e os 19 anos.

A PJ revela ainda que os três detidos estão "indiciados pela prática de um crime de homicídio qualificado, roubo e detenção de arma proibida".

A SIC sabe que um dos indivíduos é suspeito de um outro homicídio e já tinha sido detido por um furto.

O crime ocorreu às 13:17 desta quarta-feira, na Linha Azul, que funciona entre Santa Apolónia e a Reboleira.

A vítima terá sido esfaqueada primeiro no pescoço, à porta da estação onde já entrou ferida, sendo perseguida pelos dois atacantes, que a terão esfaqueado de novo no abdómen.

Testemunhas disseram que o corpo terá caído à linha tendo sido retirado para a plataforma por populares, onde veio a falecer. O corpo foi retirado e levado numa ambulância, por bombeiros, três horas depois.

No local estiveram elementos da PSP e da Polícia Científica da Judiciária.

Os três suspeitos serão presentes a primeiro interrogatório judicial, no Tribunal de Instrução de Lisboa, esta sexta-feira.

Os suspeitos seriam conhecidos da vítima, mas desconhecem-se, para já, os motivos deste ataque com arma branca.

VEJA TAMBÉM:

  • Esqueçam o atrás...

    Tenham noção

    O recado de Rodrigo Guedes de Carvalho sobre redundâncias. Tenham noção que dizer ou escrever "há cinco anos atrás", "subir para cima" ou "descer para baixo" é desnecessário.

    SIC Notícias