País

Operação Fora de Jogo: Deco, ex-jogador do FC Porto, sob suspeita

Loading...

O escritório do antigo jogador do FC Porto está a ser alvo de buscas.

As transferências de cinco jogadores estão a ser investigadas no âmbito da Operação Fora de Jogo. Esta quarta-feira à tarde, o escritório do antigo jogador de futebol Anderson Luís de Sousa, mais conhecido como Deco, está ser alvo de buscas.

Deco é apontado como suspeito nesta mega operação. Através da empresa D20, o antigo jogador do FC Porto presta atendimento de "alta qualidade técnica" a clubes nacionais e internacionais, tendo sido fundada em agosto de 2014.

AS TRANSFERÊNCIAS SUSPEITAS

A transferência de Galeno, que saiu do FC Porto para o Sporting de Braga em 2019 encontra-se sob investigação.

Em Guimarães, os investigadores pediram documentos a respeito dos contratos assinados relativos às transferências de Hernâni, Mikel e Ricardo Pereira.

O avançado português, Hernâni, tinha sido transferido do Vitória de Guimarães para o FC Porto na época 2014/2015.

O médio de 28 anos, Mikel, que se encontra agora no Vitória de Guimarães, foi transferido pelo FC Porto na época 2019/2020.

A transferência de Ricardo Pereira, do Vitória para o FC Porto, na época 2013/2014, também levantou dúvidas.

CRIMES QUE ESTÃO EM CAUSA

Os investigadores suspeitam de fraude fiscal, fraude à segurança social e branqueamento de capitais.

No total os valores envolvidos rondarão os 15 milhões de euros

À frente desta operação está o juiz Carlos Alexandre, cinco magistrados do Ministério Público, mais de 40 efetivos da autoridade tributária e 50 militares da GNR

Também se efetuaram esta manhã buscas nos escritórios do empresário Bruno Macedo, em Braga, e na Gestifute, no Porto, embora não se consiga por agora precisar exactamente em que processo se enquadram

Na segunda feira, o Ministério Público tinha também procedido a 33 mandados de busca, onde se incluiu o estádio do dragão, a casa do presidente do Futebol Clube do Porto, a casa do filho de Pinto da Costa e as residências de alguns empresários.

SAIBA MAIS