País

Seca está a afetar a qualidade da água

Loading...
Em Anadia foi detetada a presença de bactérias.

A seca está a afetar a qualidade da água que tem de ser extraída a uma profundidade cada vez maior. Numa altura em que muitos poços já secaram, a população teme o aumento da fatura.

Na freguesia de Ranhados, em Viseu, muitos recorrem às fontes e aos poços que ainda não secaram. É uma forma de pouparem na fatura: em breve, a água da rede pública vai voltar a custar mais: a câmara já anunciou o fim do desconto de 20% que deu durante a pandemia.

Para atenuar o efeito da seca e evitar o desperdício, as fontes ornamentais foram desligadas e foi adiada a reabertura da piscina municipal.

Também em Vouzela, a medida foi aplicada. A autarquia alterou os horários da rega dos espaços públicos e está a trabalhar para melhorar a rede de abastecimento. Desde julho que tem sido um vaivém de camiões cisterna.

O efeito da seca não se resume à falta de água: a que chega às torneiras está a ser extraída a uma profundidade cada vez maior.

Em Anadia, numa das captações, foi detetada a presença de bactérias. Alguns habitantes queixaram-se do cheiro e do sabor da água. As autoridades sanitárias estão a acompanhar o problema.

A autarquia conta que o problema esteja resolvido nos próximos dias, mas teme que aconteça mais vezes daqui para a frente. Em todo o país, o pedido é o mesmo: consumir água de forma moderada e responsável.

Últimas Notícias