País

Marido da ministra da Coesão não vê problema em ter sócio condenado por corrupção

Loading...

Sócio da empresa que recebeu Fundos Europeus em 2021 tinha sido condenado por corrupção em 2020.

O sócio chinês de António Trigueiros de Aragão, marido da ministra da Coesão Territorial, foi condenado por corrupção ativa no processo dos Vistos Gold. A informação é avançada, esta sexta-feira, pelo semanário Expresso.

A Termalvet, com sede nas Termas de Monfortinho, em Idanha-a-Nova, foi criada em 2000 e tem como sócios António Trigueiros de Aragão, marido da ministra da Coesão Territorial, o sogro, Diogo Trigueiros de Aragão, e Zhu Xiaodong, um empresário chinês condenado por corrupção ativa em 2020 pelo Tribunal da Relação de Lisboa.

De acordo com o Expresso, Zhu Xiaodong tem apenas 20% da Termalvet, empresa que desenvolve produtos de uso veterinário com águas termais e que recebeu, em 2021, 133 mil euros do Estado. O apoio teve origem num Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural cuja gestão está sob a tutela direta da ministra, Ana Abrunhosa, mulher de António Trigueiros de Aragão.

À SIC, o marido da ministra disse que considera Zhu Xiaodong um amigo, que não está impedido de fazer parte de sociedades, nem de receber fundos europeus.

O Chega voltou a dizer esta sexta-feira que a postura da ministra é antiética e reforçou o pedido de demissão. A polémica ganhou força esta semana depois de a Iniciativa Liberal ter confrontado a ministra numa audiência na Assembleia da República.

Últimas Notícias
Mais Vistos