País

"A mulher de César é séria": ministra Ana Abrunhosa quebra silêncio após polémica

Loading...

Ministra da Coesão Territorial garante que os dois pareceres pedidos confirmaram não existir incompatibilidades.

A ministra da Coesão Territorial garante que nunca teve qualquer intervenção direta ou indireta na aprovação de candidaturas ou apoios financeiros do marido. Depois da recente polémica sobre incompatibilidade, Ana Abrunhosa diz, num artigo no jornal Público, que os dois pareceres pedidos confirmaram não existir incompatibilidades.

A ministra, que tem sido alvo de escrutínio devido ao caso do alegado conflito de interesses a que está associada, não deu respostas no Parlamento, mas demarcou-se do Partido Socialista, que pediu que a intervenção do Iniciativa Liberal, onde eram pedidos esclarecimentos à ministra, fosse apagada.

“Peço que nada seja apagado, que tudo fique porque ninguém ganha com isso”, afirmou Ana Abrunhosa.

Em assembleia. a ministra não deu esclarecimentos, mas abordou a questão num artigo escrito no kornal Público. Ana Abrunhosa reitera que nada teve a ver com a aprovação de apoios financeiros, assim como os secretários de Estado. Explicitou ainda que quando recebeu o convite para assumir a pasta da Coesão Territorial, pediu dois pareceres a duas empresas distintas que, segundo a ministra, apuraram que nada de incompatível havia nessa situação.

Ainda no mesmo artigo, Ana Abrunhosa explica ainda que não pretende que o marido seja privilegiado. Contudo, também não quer que seja prejudicado.

Últimas Notícias