País

Marques Mendes considera inaceitável crise nas urgências num Governo em funções há 7 anos

Loading...

Durante o fim de semana, a situação nas urgências dos principais hospitais da Grande Lisboa foi caótica.

Luís Marques Mendes considera que a crise nas urgências não é aceitável para um Governo em funções há 7 anos. No habitual comentário semanal no Jornal da Noite de domingo, o comentador SIC afirmou: "É legítimo perguntar a um Governo que está em funções há 7 anos porque é que deixou chegar a situação a este ponto".

Durante o fim de semana, a situação nas urgências dos principais hospitais da Grande Lisboa foi caótica. Várias ambulâncias tiveram de ser desviadas para o Santa Maria devido à falta de médicos e, por isso, neste hospital alguns doentes graves chegaram a esperar mais de 11 horas para serem atendidos.

Com o inverno à chegar e o aumento das infeções respiratórias, os constrangimentos podem agravar-se. O ministro da Saúde disse que a situação é crónica, mas garante que os problemas nas urgências são casos isolados. Manuel Pizarro já admitiu, no entanto e como último recurso, recorrer aos privados para aliviar a pressão sobre os hospitais.

O Sindicato Independente dos Médicos critica o Governo por não ter criado condições para haver mais médicos de família no sul do país.

Últimas Notícias
Mais Vistos