País

"Sou doente oncológica e tenho de me arrastar todos os dias 100 km"

Loading...

Foi mais um dia de luta dos professores um pouco por todo o país, com alunos a juntaram-se ao protesto. Em Bragança, houve greve distrital e os sindicatos falam em mais de 90% de adesão.

Esta sexta-feira, foi mais um dia de protestos e manifestações de professores e pessoal não docente, um pouco por todo o país.

O Agrupamento de Escolas de Mirandela foi o exemplo do protesto feito no distrito de Bragança.

Os sindicatos falam de uma adesão à greve no distrito superior a 90%. Na Praça da Sé, em Bragança, houve mais palavras de ordem.

"O que me move é, sobretudo, que eu sou doente oncológica, com 60% de incapacidade, e tenho de me arrastar todos os dias 100 quilómetros", conta uma professora.

O centro de Lousada, no distrito do Porto, juntou professores e pessoal não docente.

“Continuamos com um ordenado mínimo a trabalhar há 26 anos nas escolas, fazemos tudo nas escolas (...)”.

Na Escola Secundária de Corroios, no município do Seixal, os alunos também quiseram entrar na luta. Em Faro, o protesto teve o mesmo ritmo.

A semana termina com mais uma demonstração de desagrado dos professores, um pouco por todo o país. Para a próxima semana estão marcados mais protestos.

Últimas Notícias
Mais Vistos