Malditas Segundas-Feiras

As eleições em Itália e o crescimento da extrema-direita na UE

Loading...

Veja aqui o programa na íntegra.

A semana arranca com o programa "Malditas Segundas-feiras", no qual os comentadores Maria João Marques, Manuel Moreira e Aline Hall de Beuvink analisam os resultados das eleições em Itália e os protestos no Irão após a morte de uma jovem detida por alegado uso indevido do véu islâmico.

As projeções eleitorais em Itália apontavam para uma vitória da extrema-direita, que foi confirmada nas eleições de domingo. A eleição de Giorgia Meloni é mais uma prova do crescimento da extrema-direita na UE. A comentadora Maria João Marques propõe estudar o eleitorado da extrema-direita para tentar apurar os motivos para esta tendência.

“O eleitorado de direta europeu está virado para o conservadorismo social e é desconfiado da democracia e das instituições. É um eleitorado bastante iliberal e tem esta preocupação com a migração”, entende Maria João.

Por sua vez, Aline Hall de Beuvink considera que a nova primeira-ministra de Itália tem uma “postura mais de conservadora, do que propriamente de extrema-direita”. A vitória de Meloni demonstra um “divórcio dos cidadãos para com os partidos do sistema”.

Já o comentador Manuel Moreira defende que é pouco provável que as pessoas vejam numa líder partidária, por ser mulher, “um exemplo de feminismo e de modernidade quando o slogan dela é ‘Deus, Pátria e Família’”.

Na ótica de Manuel Moreira, o partido de Meloni ofereceu à população, o que a UE não conseguiu, por exemplo, quando se fala do tema da migração.

Últimas Notícias
Mais Vistos