Saúde e Bem-estar

Custos de tratamento inovador para cancro suportados pelo IPO de Lisboa e Porto

Terapêutica é indicada para o cancro no sangue.

Um tratamento inovador para combater cancros do sangue está a pesar nos orçamentos dos IPOs de Lisboa e do Porto. Custa 300 mil euros por doente, despesa que é suportada exclusivamente pelos dois hospitais oncológicos.

O IPO do Porto foi o primeiro a aplicar o tratamento em Portugal, uma terapêutica inovadora com células CAR-T, indicada para combater cancros do sangue.

O Jornal de Notícias explica que os institutos de oncologia são os únicos com autorização para aplicar o tratamento e são também os únicos a suportar a despesa. Pagam cerca de 300 mil euros por cada tratamento.

No IPO do Porto, já receberam este medicamento 31 doentes de toda a região Norte, de Coimbra e até dos Açores e da Madeira.

Em Lisboa, foram tratados oito doentes, três eram de fora da instituição.

Tem sido discutida a necessidade de criar uma linha de financiamento específica para este medicamento. Mas para o presidente do IPO de Lisboa essa não é a solução.

Este é apenas um dos tratamentos de última linha a que o IPO recorre. Todos eles muito caros, mas que podem salvar vidas.

Veja mais:

  • Confidentes de alunos e cúmplices de professores: o braço contínuo

    País

    Chamam-lhes “funcionários” porque funcionam. A expressão até parece sugerir que eles são os únicos que “funcionam”, dentro de uma escola. Acalmem-se os tolos. Significa apenas que os “assistentes operacionais”, ou “auxiliares de ação educativa”, títulos mais pomposos do que “contínuos” – expressão que estimo muito - são pau para toda a colher.

    Opinião

    Rui Correia

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros