Cultura

"A Maior Flor do Mundo" lido em 300 escolas no arranque das celebrações dos 100 anos de Saramago

Este conto é a primeira obra de José Saramago com que os alunos têm contacto.

As celebrações dos 100 anos de José Saramago começaram no dia em que completaria 99. Uma das principais iniciativas previstas é lembrar o nobel da literatura nas escolas. Esta terça-feira, o conto "A Maior Flor do Mundo" foi lido em mais de trezentas.

Na Azinhaga, a aldeia ribatejana onde o escritor nasceu, foi plantada uma árvore, a 99.ª de uma centena de oliveiras que a Fundação José Saramago decidiu plantar na localidade ao longo dos últimos dois anos. No próximo ano, neste dia, será plantada a centésima oliveira.

A sessão de abertura do centenário acontecerá na noite desta terça-feira no teatro municipal São Luiz, em Lisboa, onde a escritora espanhola Irene Vallejo lerá um "Manifesto pela Leitura", seguindo-se um concerto pela Orquestra Metropolitana de Lisboa.

O centenário do nascimento do escritor português José Saramago só acontecerá em 2022, mas as celebrações começam um ano antes, com um programa cultural internacional em torno do Nobel da Literatura.

A programação do centenário pode ser consultada em www.josesaramago.org.

SAIBA MAIS