Desporto

De vendedor de pneus a presidente do Benfica, como foi o percurso de Vieira

Luís Filipe Vieira cumpre o sexto mandato no clube.

Luís Filipe Vieira é presidente do Benfica desde 2003. O dirigente começou a trabalhar no ramo automóvel, mas foi na construção civil e no futebol que se destacou.

Nascido a 22 de junho de 1949, é natural de São Domingos de Benfica, em Lisboa. Do Bairro das Furnas até ao Estádio da Luz a progressão teve algumas fases.

O primeiro emprego foi na Morgado e Fernando, em Campo de Ourique. Depois de se revelar vendedor de pneus, passou a gerir a parte comercial.

A ascensão neste meio valeu-lhe a alcunha de Kadhafi dos pneus. Mas na década de 80, vendeu o negócio dos pneus e é quando entra no ramo da construção civil e imobiliária, onde faz fortuna com a empresa Obriverca e com mais dois sócios, fundada em 1985.

No Ribatejo, continua a fazer vida e em maio de 1991 é eleito presidente do Alverca, clube no qual ficou até entrar na corrida para liderar o Benfica.

Percurso no Benfica

Em 2001, Luís Filipe Vieira sai do mundo da construção civil e chega ao Benfica em 2003 a convite de Manuel Vilarinho e com uma vitória esmagadora nas eleições.

Desde então, com vários treinadores no clube da Luz, conquistou sete campeonatos nacionais de futebol. É o presidente há mais tempo em funções e está a cumprir o 6.º mandato consecutivo ao recolher quase 63% dos votos dos sócios benfiquistas em 2020.

Ao longo dos anos em que está na presidência do Benfica, o nome de Luís Filipe Vieira foi envolvido em vários processos que incluíram o clube da Luz e situações da sua vida pessoal.

Este ano, foi ouvido na Comissão de Inquérito para explicar o relacionamento com o Banco Espírito Santo. As perdas registadas pelo Novo Banco e imputadas ao Fundo de Resolução motivaram a audição do presidente do Benfica e da Promovalor, empresa de serviços e consultoria de gestão que se dedica à compra e venda de casas e da qual Luís Filipe Vieira é presidente do Conselho de Administração.

Veja também:

  • 2:29