Desporto

Fernando Santos sobre Rafa: "Se me ligasse para conversar, perguntava horas e local"

Fernando Santos sobre Rafa: "Se me ligasse para conversar, perguntava horas e local"
Petr David Josek

Rafa Silva pôs fim à sua carreira na seleção nacional no dia 19 de setembro.

O selecionador português de futebol, Fernando Santos, afirmou esta sexta-feira que mantém a porta aberta a todos os jogadores, incluindo Rafa, e que está disponível para conversar com o avançado para provocar reverter a sua renúncia.

"Dossiês fechados não existem. Sempre disse que, comigo, a seleção estaria aberta a todos os jogadores. Para mim, não há casos encerrados. Se o Rafa me ligasse para uma conversa, eu perguntava-lhe a que horas e em que local", assegurou Fernando Santos.

Numa entrevista ao canal televisivo Sport TV, o selecionador lembrou que o avançado do Benfica integrou quase todas as convocatórias dos últimos anos, marcando mesmo presença no Mundial 2014, no Euro2016, na Liga das Nações de 2019 e no Euro2020.

"Sempre respeitei as decisões dos jogadores. É de bom senso respeitar o que os outros pensam. Não vai partir de mim [a conversa], uma vez que não foi de mim que partiu o contrário", realçou também o timoneiro da equipa das 'quinas', encerrando o assunto.

Rafa Silva pôs termo à sua carreira na seleção portuguesa de futebol num comunicado datado de 19 de setembro, após 25 internacionalizações, sem apontar qualquer golo.

"Informei o selecionador Fernando Santos e a FPF [Federação Portuguesa de Futebol] da minha indisponibilidade para representar a equipa nacional. Julgo tratar-se de uma decisão honesta e acertada, neste momento da minha carreira. Peço que as razões, de foro pessoal, sejam respeitadas por todos", pôde ler-se na nota divulgada pelo atleta.

O avançado estreou-se na seleção em 5 de março de 2014, em Leiria, num triunfo por 5-1 num jogo particular frente aos Camarões, sob o comando técnico de Paulo Bento.

"Representei as seleções nacionais em 40 ocasiões, ajudei a conquistar o Euro2016 e a Liga das Nações e estarei sempre na primeira fila a apoiar a equipa de todos nós. Estou certo de que a seleção nacional continuará a dar alegrias aos portugueses, desde logo na Liga das Nações e no Mundial2022", rematou Rafa nessa altura, há um mês e meio.

Últimas Notícias
Mais Vistos