Economia

Governo divulga anexos do PRR que detalham 1.400 compromissos e reformas

Os partidos da oposição estão a analisar as mais de 1.700 páginas que o Governo tinha sintetizado num documento de 129 páginas.

O Governo já divulgou todos os anexos da candidatura ao Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) enviada à Comissão Europeia. São mais de 1.700 páginas que detalham 1.400 indicadores com os compromissos e reformas a que Portugal se comprometeu para receber os 14 mil milhões de euros da chamada bazuca para salvar as economias europeias. O Governo garante que não há compromissos escondidos, mas o partidos da oposição desconfiam.

O PSD exigiu ver os detalhes com que Portugal se comprometeu, o CDS protestou e os partidos da esquerda ficaram na expectativa. A SIC sabe que todos os partidos estão a analisar as 1.738 páginas do PRR que o Governo tinha resumido num documento-síntese de apenas 129 páginas.

Depois da notícia publicada pelo Expresso, foram finalmente publicados os 57 documentos enviados para Bruxelas, com todos os detalhes que não tinham sido tornados públicos e onde se explicam as reformas e os investimentos com que Portugal se comprometeu.

A oposição desconfia que há compromissos escondidos nos ficheiros que não estão disponíveis. O Governo jura que não. O documento integral tem 20 componentes com os 1.400 indicadores que resumem todos os passos com que Portugal se compromete.

Nelson Souza, ministro do Planeamento, diz que são coisas menores e garante que já só há negociações para definir as percentagens dos investimentos que Portugal obrigatoriamente tem de cumprir.