Economia

Piratas informáticos devolvem menos de 1% dos 600 milhões de dólares roubados em moedas digitais

A Poly Network revelou que este valore foi roubado em moedas digitais Ethereum, BinanceChain e OxPolygon.

Parte do montante inédito roubado à empresa Poly Network, especializada em transferências de moedas digitais, foi restituída, anunciou a entidade, mas respeita a menos de um por cento dos 600 milhões de dólares (511 milhões de euros) roubados.

"O valor total (...) dos ativos devolvido pelo pirata" foi de 4,77 milhões de dólares, especificou a Poly Network, na rede social Twitter.

Este total devolvido fica bem aquém do montante roubado, avaliado em 600 milhões de dólares, segundo os cálculos de Mudit Gupta, um investigador em cibersegurança e especialista da moeda digital Ethereum.

O montante roubado, revelado pela Poly Network na terça-feira, respeita às moedas digitais Ethereum, BinanceChain e OxPolygon.

Em mensagem dirigida aos piratas informáticos, divulgada no Twitter na terça-feira, a Poly Network exortou-os a "devolver os ativos".

No seu texto, a empresa afirmou: "A soma de dinheiro que vocês piratearam é a maior na história da finança descentralizada. (...) Este dinheiro vem de dezenas de milhares de membros da comunidade digital".

A empresa tinha publicado os endereços utilizados pelos piratas e sugeriu aos detentores de investimentos em moedas digitais que os incluíssem numa 'lista negra'.

As transferências de bitcoins e outros ativos digitais repousam na tecnologia da cadeia de blocos (blockchain), que permite dispensar intermediários como os bancos, uma vez que as transações se fazem diretamente de utilizador a utilizador.

No final de abril, os roubos de moedas digitais, piratarias e fraudes atingiram um total de 432 milhões de dólares (368 milhões de euros), segundo a CipherTrace.

► Veja mais: