Economia

Tripulantes da TAP reúnem-se para decidir se mantêm greve

Loading...

Depois de ter sido recusada a proposta da companhia aérea, o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil convocou uma assembleia geral de emergência.

Os tripulantes da TAP vão decidir, esta segunda-feira, se a greve que está prevista vai mesmo acontecer. O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil convocou uma assembleia geral de emergência.

A convocatória foi feita depois dos tripulantes terem chumbado a proposta apresentada pela TAP. A reunião foi marcada para o final da manhã desta segunda-feira, em Lisboa.

Esta reunião corresponde a uma continuação da assembleia geral da última sexta-feira, uma vez que o sindicato não chegou a fechar a assembleia. Se fosse fechada, seriam necessários vários dias para se poder convocar uma nova.

Loading...

Este domingo, a TAP emitiu um comunicado interno onde garantia avanços construtivos e muito significativos nas negociações com o sindicato.

No entanto, ao que a SIC apurou, os 14 pontos que os tripulantes exigiam para que a greve fosse desconvocada não estarão reunidos. Um dos pontos em que a administração parece não ceder diz respeito aos chefes de cabine nos voos de longo curso.

A greve, a confirmar-se, irá decorrer entre 25 e 31 de janeiro. Durante esse período poderão ser cancelados mais de 1.300 voos. O impacto nas contas da TAP deverá ascender aos 48 milhões de euros - o valor que a companhia aérea destinava para aliviar os cortes salariais que tinham sido impostos pelo plano de reestruturação.

Últimas Notícias