Confrontos no Irão

Canadá impõe sanções económicas ao Irão pelo morte de Mahsa Amini

Canadá impõe sanções económicas ao Irão pelo morte de Mahsa Amini
Chris McGrath

Sanções são destinadas a 25 indivíduos e nove entidades.

O Canadá impôs segunda-feira sanções económicas ao Irão pela violenta repressão das manifestações no país e pelas ações da Polícia da Moral que causaram a morte a Mahsa Amini pela forma como tinha o véu.

As sanções são destinadas a 25 indivíduos, entre os quais Mohammed-Hossein Bagheri, general dos Corpos da Guarda Revolucionária Islâmica, Mohammad Rostami Cheshmeh Gachi, diretor da Políica da Moral, e Esmail Khatib, ministro de Informações e Segurança.

O Canadá sancionou também nove entidades iranianas, como os Corpos dos Guarda Revolucionária Islâmica, a Polícia da Moral e o Ministério de Informações e Segurança.

Estas novas sanções somam-se às já aplicadas a 41 indivíduos e 161 entidades dos setores de segurança, informações e economia do regime de Teerão. Em 2012, o Canadá designou o Irão como um Estado apoiante do terrorismo.

A morte, sob custódia policial de Masha Amini, de 22 anos, provocou uma vaga de protestos, durante reprimida pelo regime, que já causou a morte a dezenas de pessoas em todo o país.

Últimas Notícias