Coronavírus

Covid-19: EUA registam 737 mortes e mais de 54 mil casos

Stefan Jeremiah

Números do CDC.

Especial Coronavírus

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) avançaram esta quarta-feira que estão confirmados 54.453 casos de coronavírus no país, um aumento de mais de 10 mil casos em relação à contagem anterior. Já o número de mortes aumentou de 193 para 737.

EUA podem tornar-se o "epicentro" da pandemia de Covid-19

Os Estados Unidos correm o risco de se tornarem o "epicentro" da pandemia da covid-19, devido ao rápido aumento do número de infetados naquele país, particularmente na cidade de Nova Iorque, alertou esta terça-feira a Organização Mundial de Saúde (OMS).

"Estamos a assistir a uma disseminação muito rápida de casos nos EUA", disse esta terça-feira Margaret Harris, porta-voz da OMS, numa conferência de Imprensa, em Genebra, no mesmo dia em que as autoridades norte-americanas revelaram que Nova Iorque está a ver o número de casos confirmados duplicar a cada três dias.

Os números do coronavírus

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou perto de 428 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 19.000.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia. O continente europeu, com mais de 226.000 infetados, é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 6.820 mortos em 69.176 casos registados até terça-feira.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras. Em Portugal, há 43 mortes e 2.995 infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, que regista 633 novos casos em relação a terça-feira.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 2 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 2 de abril.

SIGA AQUI AO MINUTO AS ÚLTIMAS INFORMAÇÕES SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Veja também: