Coronavírus

Bolsonaro publicou decreto que autoriza cultos religiosos na quarentena

Alexandre Cassiano HANDOUT

Presidente do Brasil considera as atividades religiosas e das casas de apostas como serviços essenciais.

Especial Coronavírus

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, considerou as atividades religiosas e das casas de apostas como serviços essenciais, apesar do combate à pandemia da covid-19, num decreto publicado hoje.

Agora estes serviços podem ser oferecidos e passam a estar fora da quarentena decretada em alguns estados e cidades do Brasil devido à covid-19, embora o decreto tenha uma pequena ressalva indicando que o funcionamento destes estabelecimentos deverá obedecer as determinações do Ministério da Saúde.

O funcionamento de atividades religiosas vinha sendo limitado pelas medidas de combate ao novo coronavírus no Brasil para evitar aglomerações e reduzir a possibilidade de contágio.

Nas duas maiores cidades do Brasil, São Paulo e Rio de Janeiro, onde vigora desde o início da semana uma quarentena, cultos religiosos chegaram a ser suspensos, mas foram autorizados após decisões judiciais nesse sentido.

Também estão na lista de serviços essenciais atividades de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica, produção, distribuição e comercialização de petróleo, pesquisas científicas, atividades de representação judicial e extrajudicial, serviços bancários e atividades médicas.

O Brasil registou oficialmente 2.433 casos da covid-19, que já provocou 57 mortos no país, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde na quarta-feira.

Coronavírus provoca cerca de 22 mil mortos em todo o mundo

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou perto de 480 mil pessoas em 182 países e territórios, das quais mais de 22.000 morreram.

Mais de 250 mil casos de Covid-19 diagnosticados na Europa

Para tentar conter o surto, os governos da UE estão a adotar medidas como o confinamento dos cidadãos e o fecho ou controlo de fronteiras, tendo ainda sido adotada uma suspensão das viagens (nomeadamente as aéreas) não essenciais.

Mais 17 mortes e 549 casos de Covid-19 em Portugal

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta quinta-feira a existência de 60 mortes e 3.544 casos de Covid-19 em Portugal.

O número de óbitos subiu de 43 para 60 em relação ao último balanço da DGS, enquanto o número de infetados aumentou de 2.995 para 3.544, mais 549 relação a ontem, uma subida que representa um aumento de 18,3%.

Há, ao todo, 43 casos recuperados a registar, mais 21 que ontem.

SIGA AQUI AO MINUTO AS ÚLTIMAS INFORMAÇÕES SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Veja também:

  • Decreto para renovar estado de emergência em discussão. Espanha supera as 10 mil mortes

    Coronavírus

    O decreto para renovar o estado de emergência em Portugal é discutido e votado esta manhã pela Assembleia da República. Só ao final do dia é que será comunicado ao país, por Marcelo Rebelo de Sousa. Em Portugal o último balanço dá conta de 187 mortes e 8.251 casos de Covid-19. Espanha voltou a registar um novo máximo de vítimas mortais num só dia - 950. O número total de óbitos em território espanhol é de 10.003. Há ainda 110.238 infetados. Siga aqui ao minuto as informações sobre a pandemia.

    Direto

    SIC Notícias