Coronavírus

Covid-19: Testes rápidos são perigosos

Covid-19: Testes rápidos são perigosos

Os chamados testes rápidos procuram no sangue anticorpos que só aparecem 7 a 8 dias após a infeção.

Especial Coronavírus

O Governo espanhol comprou mais de 340 mil testes à China que de nada vão valer no meio desta pandemia. Em Espanha, mas também por cá a comunidade cientifica alerta que estes kits dão uma enorme quantidade de falsos resultados.

Veja também:

  • Governo admite aumento de pressão sobre os hospitais

    Coronavírus

    No dia em que o balanço da Direção Geral de Saúde dá conta de 311 mortes e 11.730 casos de Covid-19 em Portugal, o Governo admite que aumentou a pressão sobre os hospitais. Esta segunda-feira, ficou ainda a saber-se que o País já tem um mapa de risco de infeção por coronavírus. Em Londres, o primeiro-ministro britânico Boris Johnson está internado nos cuidados intensivos. Em Espanha, o número de óbitos desceu pelo quarto dia consecutivo. Já os Estados Unidos ultrapassaram as 10 mil mortes. A pandemia do novo coronavírus já matou, desde dezembro, 73.139 pessoas e infetou mais de 1,3 milhões em todo o mundo.

    SIC Notícias