Coronavírus

Covid-19: Mais 16 mortes e 533 infetados nas últimas 24 horas

MÁRIO CRUZ

Dados da Direção-Geral da Saúde.

Especial Coronavírus

Portugal regista esta quinta-feira 1.105 mortes relacionadas com a covid-19, mais 16 do que na quarta-feira, e 26.715 infetados (mais 533), segundo o boletim epidemiológico divulgado hoje pela Direção Geral da Saúde.

Em comparação com os dados de quarta-feira, em que se registavam 1.089 mortos, hoje constatou-se um aumento de óbitos de 1,5%.

Relativamente ao número de casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus (26.715), os dados da Direção Geral da Saúde (DGS) revelam que há mais 533 casos do que na quarta-feira (26.182), representando uma subida de 2%.

A região Norte é a que regista o maior número de mortos (634), seguida da região de Lisboa e Vale do Tejo (230), do Centro (213) Algarve (13), dos Açores (14) e do Alentejo que regista um caso, adianta o relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24:00 de quarta-feira, mantendo-se a Região Autónoma da Madeira sem registo de óbitos.

Redução de IVA nas máscaras e gel desinfetante entra em vigor na sexta-feira

A isenção da taxa de IVA para as transmissões e aquisições intracomunitárias de máscaras respiratórias e gel desinfetante e a redução no IVA para 6% na compra destes produtos de combate à pandemia entram em vigor na sexta-feira.

O Presidente da República promulgou na segunda-feira o decreto do parlamento, com origem numa proposta do Governo, que diminui para a taxa reduzida o IVA aplicado à compra de máscaras de proteção respiratória e gel desinfetante.

Reuters Photographer

Conselho de Ministros decide sobre festivais de verão

É um "plano progressivo", dentro "que é possível fazer" "de maio a junho", antecipou a ministra da Cultura depois de uma reunião com os principais promotores de festivais de verão em Portugal. A decisão mais que esperada é que, em 2020, sejam cancelados. Alguns já anunciaram adiamentos, mas outros aguardam por aquilo que vai ser decidido pelo Governo.

Do Conselho de Ministros desta quinta-feira, deve sair também um diploma com algumas regras para o regresso às aulas para os alunos dos 11º e 12º anos, previsto para o dia 18 de maio. Foi, pelo menos, o que adiantou o secretário de Estado Adjunto do Primeiro-ministro, Tiago Antunes, numa entrevista ao Público e Rádio Renascença, garantido que "esta semana", as escolas já devem receber as orientações e deixando desde logo a resposta aos pais que dizem não se sentir confortáveis com o regresso às escolas dos filhos: quem não for às aulas, não terá falta injustificada.

A reunião do Conselho de Ministros desta quinta-feira acontece imediatamente antes do debate quinzenal, com a presença de António Costa no Parlamento e um dia depois do primeiro-ministro ter anunciado o alargamento de apoios sociais a trabalhadores em situações que considerou que eram "uma lacuna", como o caso dos sócios-gerentes de empresas. Algo em que a oposição tem vindo a insistir e que, depois de aprovado pelo Governo, deve voltar a ser falado no debate parlamentar.

Ministra da Justiça quer retomar atividade dos tribunais no final do mês

A ministra da Justiça quer retomar a atividade dos tribunais ainda este mês e garante que vão existir condições para trabalhar, quer nas salas de audiência quer à distância.

Por agora, no entanto, repetem-se os problemas. Esta quarta-feira, o juiz Carlos Alexandre teve de adiar a instrução do processo Hells Angels porque o sistema de teleconferência não funcionou.

Governo admite fechar praias mais pequenas durante época balnear

O Governo admite encerrar as praias mais pequenas durante a época balnear, que arranca já no próximo dia 1 de junho.

As regras para o acesso às praias ainda estão a ser ultimadas e uma das medidas passa, por exemplo, por limitar os ajuntamentos a um máximo de dez pessoas.