Coronavírus

Covid-19: Índia ultrapassa 900 mil casos e 23 mil mortos desde início da pandemia

Amit Dave

Especialistas dizem que a verdadeira extensão da propagação do vírus na Índia é desconhecida e que o país, com quase 1,4 mil milhões de habitantes, deve realizar mais testes.

Especial Coronavírus

A Índia registou 28.498 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total de infeções desde o início da pandemia para 906.752, que causaram mais de 23 mil mortes, foi esta terça-feira anunciado.

O Ministério da Saúde indiano contabilizou 553 óbitos provocados pelo novo coronavírus, no último balanço diário, o que eleva o total para 23.727 óbitos no país.

Oito dos 28 estados da Índia, incluindo Nova Deli, Maharashtra e Tamil Nadu, são responsáveis por quase 90% dos casos.

Número de casos disparou desde o levantamento das restrições

Vários estados indianos introduziram o recolher obrigatório ao fim de semana e anunciaram o confinamento de áreas de alto risco, para travar a propagação do novo coronavírus (SARS-CoV-2).

A cidade de Pune, no sul do país, iniciou esta terça-feira uma quarentena de dez dias para tentar travar a propagação da doença.

A Índia é o terceiro país com mais casos de Covid-19, depois dos Estados Unidos e do Brasil.

O número de infeções na Índia disparou desde que o Governo aliviou as restrições e à medida que os testes aumentaram para mais de 200 mil amostras por dia, em comparação com apenas algumas centenas por dia em março.

Os peritos de saúde disseram que a verdadeira extensão da propagação do vírus na Índia é desconhecida e que o país, com quase 1,4 mil milhões de habitantes, deve realizar mais testes.

OMS ALERTA QUE HÁ PAÍSES A SEGUIR A DIREÇÃO ERRADA

A Organização Mundial de Saúde disse que num futuro próximo não haverá um regresso à normalidade e alertou que a pandemia vai piorar se não forem seguidas as medidas sanitárias básicas.

A OMS disse ainda que há demasiados países a seguir uma direção errada.