Coronavírus

Afinal, quem vão ser os primeiros a receber a vacina contra a Covid-19?

Parecer ainda é provisório.

Especial Coronavírus

Os funcionários e utentes dos lares, os profissionais de saúde e de segurança e doentes com doença grave, independentemente da idade, serão dos primeiros a receber a vacina contra a Covid-19.

A certeza foi dada pelo coordenador do grupo responsável pela estratégia de vacinação, um dia depois da comissão técnica ter entregue um parecer ao Ministério, ainda provisório, sobre os grupos que devem ser vacinados.

Este parecer baseia-se nos dados, ainda incompletos, que a Agência Europeia do Medicamento dispõe sobre as vacinas. Por isso, ainda não coloca nos grupos prioritários os idosos sem doenças acima dos 75 anos.

Quando houver a aprovação das vacinas, a Agência Europeia do Medicamento definirá se há limites etários à sua administração, explicou Lacerda Sales, secretário de Estado da Saúde.

O coordenador do grupo que vai definir a estratégia da vacinação afirma que serão cerca de um milhão as pessoas dos grupos prioritários a vacinar na primeira fase.

Critérios definitivos deverão ser conhecidos durante a segunda quinzena de dezembro

Segundo a SIC apurou, a comissão técnica de vacinação da Covid-19 propõe como grupo prioritário os doentes crónicos graves, os utentes e funcionários dos lares de terceira idade, e os profissionais de saúde de primeira linha.

Logo depois seriam vacinados os doentes crónicos menos graves e os profissionais de saúde e das forças de segurança. Mas tal como acontece com os outros programas de vacinação, o trabalho da comissão pode ir sendo atualizado à medida que houver mais informação sobre a eficácia e a segurança de cada uma das vacinas.