Coronavírus

Covid-19 no Reino Unido. Primeiras 800 mil doses da vacina devem chegar nos próximos dias

O regulador britânico garante que foi realizada uma “revisão científica rigorosa” à vacina.

Saiba mais...

O Reino Unido é o primeiro país da Europa ocidental a aprovar uma vacina contra a covid-19 e é também o primeiro a administrar a vacina produzida pela Pfizer/BioNTech. A luz verde foi dada esta quarta-feira e a distribuição das vacinas deverá começar na próxima semana.

A agência britânica de regulação do medicamento (MHRA, na sigla inglesa) atribuiu uma autorização para uso de emergência da vacina, que se torna a mais rápida a ser aprovada. Esta vacina é uma das mais rápidas de sempre, tendo demorado apenas dez meses desde a criação até à aplicação.

O MHRA garante que foram realizados todos os testes, assim como uma “revisão científica rigorosa a todas as evidências de segurança, efetividade e qualidade” da vacina. Segundo o consórcio norte-americano e alemão, a vacina revelou uma eficácia de 95% nos ensaios clínicos.

As primeiras 800 mil doses - das 10 milhões que estão previstas chegar até ao final do ano - deverão começar a ser administradas nos próximos dias. Os grupos de risco vão ser a prioridade.

No total, o Reino Unido encomendou 40 milhões de doses da vacina da Pfizer/BioNTech que dão para inocular 20 milhões de pessoas, uma vez que é necessária a toma de duas doses com um intervalo de 21 dias.

O país aguarda ainda a aprovação de outras vacinas contra a covid-19, produzidas por seis farmacêuticas.