Coronavírus

Covid-19. "Estamos a pagar as consequências" do Natal

Bernardo Gomes, médico de Saúde Pública e professor da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, na Edição da Tarde, da SIC Notícias.  

Saiba mais...

O médico Bernardo Gomes reconhece que alguns hospitais do país estão em "dificuldades claras" e diz que é necessário tomar medidas para evitar um novo confinamento, face à evolução da covid-19.

Portugal contabilizou esta quarta-feira mais 91 mortes relacionadas com a covid-19 e 10.027 novos casos de infeção, um novo máximo diário de infeções.

Na Edição da Tarde, da SIC Notícias, o professor fala numa "situação bastante complicada". Defende que as medidas do último trimestre do ano resultaram, com os mapas de risco, e deixa um alerta:

"Não podemos esperar tanto tempo desde a mudança de parâmetros infeciosos até à tomada de medidas."

Bernardo Gomes defende que as medidas têm de ser "rapidamente implementadas" e que os mapas de risco devem ser atualizados com mais frequência.

"Não podemos estar à espera que as coisas aconteçam", afirma, defendendo as testagens em grande escala como uma das medidas que devia ser implementada.

O médico diz que "estamos a pagar as consequências" do Natal e que "se nada for feito, vamos passar para o confinamento", como têm feito outros países, como o Reino Unido.

Sobre os internamentos, reconhece que os números não aceleraram, mas avisa que "esta fatura vai chegar para a semana".