Coronavírus

Covid-19. Vacinação para maiores de 18 anos começa a 4 de julho

Dentro de 15 dias, todas as faixas etárias estarão em processo de vacinação, informou a task-force.

Saiba mais...

A vacinação contra a covid-19 para maiores de 18 anos começa a 4 de julho, avançou esta quarta-feira o coordenador da task-force, o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, na audição da Comissão de Saúde.

“A nossa estimativa é começar a vacinar pessoas com 20 anos a 4 de julho. Quando digo 20 anos é dos 18 até aos 30 anos. Dentro de 15 dias temos todas as faixas etárias em processo de vacinação”, afirmou.

A esta altura, o agendamento da faixa etária dos 30 aos 40 segue por blocos de dois ou três anos, estando disponível para maiores de 37 anos esta quarta-feira.

Meta de 8 de agosto para imunidade de grupo comprometida

Na mesma comissão, Gouveia e Melo diz que está a fazer tudo para acelerar o processo e admite até alargar horários dos centros de vacinação para ter até 140 mil vacinas por dia dadas em Portugal. Mas a falta de vacinas compromete a meta de 8 de agosto para ter os 70% da população com uma dose e atingir a chamada imunidade de grupo.

Na comissão, Gouveia e Melo disse ainda que há cerca de 47% da população vacinada com a primeira dose e 30% com a vacinação completa e adiantou que o ritmo de vacinação tem sido afetado por falta de vacinas suficientes.

O responsável adiantou que o ritmo de vacinação está acima das 100.000 vacinas por dia e, alargando os horários, será possível chegar às 140.000 por dia.

Marcelo pede aos jovens que facilitem vacinação em "corrida contrarrelógio"

O Presidente da República fez na terça-feira um apelo aos jovens para que não deixem de se vacinar e adequem a habitual mobilidade no período do verão para facilitar um processo de vacinação em "corrida contrarrelógio".

"É uma corrida contrarrelógio, é óbvio, até porque não é fácil, estamos na transição para o verão, e isso dá mudanças de residência, as pessoas têm uma mobilidade e os jovens têm uma mobilidade muito grande. Portanto, há aqui um apelo que eu queria fazer aos jovens: vacinem-se, facilitem a vacinação", afirmou.