Coronavírus

Empresários algarvios pedem aposta em novos mercados para atenuar sentimento de dependência

Com Portugal fora da lista verde do Reino Unido e da Alemanha caiu por terra a esperança de uma recuperação económica no setor do turismo.

Saiba mais...

O Reino Unido e a Alemanha eram os dois principais mercados externos do Algarve, mas agora, que retiraram Portugal da lista verde deixaram de fora a expetativa de recuperação económica do turismo.

No Algarve, os empresários do setor pedem mais medidas de apoio e uma aposta em novos mercados, para atenuar o sentimento de dependência. São cada vez mais os cancelamentos das reservas em alojamento e as quebras no setor do turismo rondam os 80%.

"Para termos uma ideia, em 2019, nós tivemos 16 milhões de dormidas no Algarve oriundas de mercados externos. Seis milhões eram britânicas, e o segundo mercado era a Alemanha, com 1.8 milhões de dormidas. A seguir vem um conjunto com outros mercados com aproximadamente um milhão de dormidas por ano", explica João Fernandes, presidente do Turismo do Algarve.

Com grande parte das empresas de animação turística paradas há mais de um ano, os empresários pedem também o alargamento do horário de funcionamento até à uma da manhã.

Veja também: