Coronavírus

Covid-19. Reino Unido na lista vermelha de Portugal depois de críticas de Merkel

Os passageiros que não tenham a vacinação completa têm de fazer quarentena à chegada a Portugal.

Saiba mais...

Portugal decidiu aplicar quarentena aos passageiros que vêm do Reino Unido. A medida foi anunciada no domingo, depois de Portugal ser incluído na lista vermelha da Alemanha. António Costa tinha admitido a possibilidade fechar as portas ao Reino Unido na passada quinta-feira, mas recuou na sexta.

À chegada ao Conselho Europeu, na passada quinta-feira, o primeiro-ministro português admitia passar a aplicar quarentenas aos britânicos, defendendo que “o Reino Unido não deve ser motivo de tratamento de exceção”.

Esta era a primeira resposta às críticas de Angela Merkel e à pressão para que os países que tinham as portas abertas aos britânicos – que era o caso de Portugal, Espanha e Grécia – as fechassem. No dia seguinte, António Costa recusou a ideia de quarentenas e contrariou a tese da Chanceler alemã de que a variante Delta poderia estar ligada à final da Champions, que aconteceu na cidade do Porto.

A notícia de que Portugal passaria a fazer parte da lista negra da Alemanha – à semelhança do que acontece com o Reino Unido – chegou no final desse dia. E a pressão surtiu efeito: 48 horas depois, no domingo, foi anunciado que quem vem do Reino Unido terá de fazer quarentena, caso não tenha a vacinação completa. Também Espanha apertou as regras para os britânicos, mas continua a aceitar a realização de testes PCR.

Veja mais: