Eleições no Brasil

Bolsonaro ataca jornalista durante o debate com os candidatos às eleições

Loading...
"Você não pode fazer acusações mentirosas ao meu respeito. Você é uma vergonha para o jornalismo brasileiro", afirmou o Presidente do Brasil.

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, atacou uma jornalista e juízes do Supremo Tribunal Federal (STF) e trocou acusações com Lula da Silva, o principal adversário, no primeiro debate presidencial.

A jornalista da TV Cultura Vera Magalhães colocou uma pergunta ao candidato Ciro Gomes sobre vacinas, questionando-o se este acreditava que a "desinformação" sobre a vacinação, que veio "até do Presidente da República", contribuiu para causar mortes.

Bolsonaro reagiu, exaltado: "Vera [Magalhães], não podia esperar outra de você. Acho que você dorme pensando em mim. Você tem alguma paixão por mim. Você não pode tomar partido num debate como esse, fazer acusações mentirosas ao meu respeito. Você é uma vergonha para o jornalismo brasileiro".

Após a ofensa de Bolsonaro, as candidatas à Presidência e senadoras presentes no debate, Simone Tebet e Soraya Thronicke, apoiaram Vera Magalhães e condenaram as declarações do chefe de Estado brasileiro.

Questionado sobre medidas a serem tomadas para aliviar o clima de tensão entre o sistema judicial e o Executivo se fosse reeleito, Bolsonaro declarou que um juiz cometeu "barbaridades" ao autorizar uma operação contra empresários aliados do Governo, investigados por alegadamente apoiarem um golpe de Estado.

Bolsonaro acusou Lula da Silva de liderar o Governo mais corrupto da história do Brasil

"Não tenho problema com poder nenhum, alguns juízes do Supremo Tribunal Federal que querem, a qualquer preço, interferir no Poder Executivo (...) E o respeito não falta da minha parte. De outra parte que alguns se manifestam contrário a minha pessoa", acrescentou o atual Presidente.

Na primeira pergunta trocada entre os candidatos, Bolsonaro perguntou a Lula da Silva se pretendia repetir pagamentos de suborno na Petrobras, acusando o rival de liderar "Governo mais corrupto da história do Brasil".

Lula da Silva afirmou que as gestões do Partido dos Trabalhadores (PT) foram as que mais promoveram medidas para facilitar investigações de corrupção.

"O país agora está destruído (...) o país que eu deixei é um país que o povo sente falta", disse Lula da Silva.

"O candidato adora citar números absurdos que nem ele acredita," acrescentou.

Bolsonaro, então, afirmou que parlamentares do PT teriam votado contra aumentos nos programas de transferência de renda de e provocou: "Por que o PT não aumentou o Bolsa Família? Pagava uma miséria, porque só queria votos", acusou.

Sondagens de intenção de voto dão favoritismo a Lula da Silva

As sondagens de intenção de voto colocam Lula da Silva como favorito para vencer as eleições presidenciais, com cerca de 45% das intenções de voto, ante 30% de Bolsonaro, 7% de Gomes, enquanto nenhum dos outros quatro candidatos ultrapassa os 2%.

Organizado pela TV Bandeirantes, a Folha de S. Paulo, UOL e a TV Cultura, o primeiro debate presidencial brasileiro aconteceu na noite de domingo em São Paulo e contou com a presença de Bolsonaro, Lula da Silva, Ciro Gomes, Simone Tebet, Luiz Felipe D'Ávila e Soraya Thronicke.

A eleição presidencial no Brasil tem a primeira volta marcada para 02 de outubro e a segunda volta, caso seja necessária, a 30 do mesmo mês.

Últimas Notícias
Mais Vistos