Eleições no Brasil

Eleições no Brasil: a ação sem precedentes das Forças Armadas

Loading...
Situação é inédita na história das eleições no país.

As Forças Armadas brasileiras confirmaram que vão fazer uma apuração paralela das eleições presidenciais, uma ação sem precedentes na história eleitoral do país.

Numa nota oficial, os militares dizem que será uma atuação paralela em 385 das 577 mil urnas que serão usadas em todo o país na primeira e segunda voltas.

O sistema de urnas eletrónicas não está ligado à internet, mas os resultados estarão disponíveis na rede e poderão ser consultados por qualquer pessoa. O que é inédito na história das eleições no país é a ação das Forças Armadas como fiscalizadoras da votação.

Uma atitude que acaba por endossar a posição de Bolsonaro, que desde que foi eleito tem levantado dúvidas sobre as urnas eletrónicas.

De acordo com as sondagens, cerca de 80% dos brasileiros têm confiança nas urnas eletrónicas, sistema que, conforme dados do Instituto para a Democracia e Assistência Eleitoral Internacional, do qual Portugal faz parte, é usado por pelo menos 46 países no mundo.

Últimas Notícias
Mais Vistos