Presidenciais

Marisa Matias apela ao voto contra os insultos de André Ventura

A candidata diz que "mulheres e homens deram lição à extrema-direita".

A candidata presidencial bloquista, Marisa Matias, considerou que a "primeira grande lição aos insultos da extrema-direita" já foi dada e que a "segunda grande lição" será no dia das eleições, apelando ao voto com coragem, dignidade e solidariedade.

Num comício virtual transmitido desde Viseu, Marisa Matias fez o primeiro apelo explícito ao voto, pedindo "confiança pela igualdade, pelo Serviço Nacional de Saúde, pela gente que sofre e pela gente que luta".

"As mulheres e os homens deram a primeira grande lição destes dias aos insultos da extrema-direita. A segunda grande lição será dada no dia das eleições", enfatizou, sem nunca citar o nome do presidente do Chega, André Ventura, cujos insultos desta semana a propósito do batom vermelho usado por Marisa Matias gerou uma onda de solidariedade com a candidata.

No dia as eleições presidenciais, "olhos nos olhos e de cabeça erguida", porque Portugal "tem orgulho na sua liberdade, tem orgulho na sua democracia e que a igualdade é e será sempre a nossa cor", anfatizou a recandidata apoiada pelo BE .

ACOMPANHE AQUI A SIC NA CAMPANHA

  • O exemplo inglês 

    Opinião

    Na década de oitenta, as tragédias de Heysel Park primeiro e de Hillsborough depois, atiraram a credibilidade do futebol inglês para a sarjeta.

    Duarte Gomes