Presidenciais

Como Marcelo conduziu durante mais de uma hora de Cascais à Faculdade de Direito

Ana Geraldes

Ana Geraldes

Jornalista

Ricardo Piano

Ricardo Piano

Editor de Imagem

Com a reeleição garantida, saiu de casa ao volante do próprio carro.

Foi o próprio Marcelo que, à porta de casa, fez questão de informar os jornalistas que já não sairia para a Faculdade de Direito por volta das 21:30, como tinha previsto.

As intervenções dos restantes candidatos estavam para mais tarde e, por isso, também o Presidente reeleito iria só mais tarde dirigir-se à Faculdade de Direito de Lisboa para fazer o discurso de vitória.

Acabou por sair de casa eram 22:30, imediatamente depois de ter ouvido Rui Rio, líder do PSD. Mas quando se dirigiu para o carro, faltavam ainda falar Tiago Mayan Gonçalves, Ana Gomes e André Ventura. E Marcelo - a caminho de Lisboa - viu-se a gerir a manobra complicada de fazer um trajeto de meia hora prolongar-se, dando várias voltas à Cidade Universitária.

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros