UEFA Euro 2020

Homenagem arrepiante a Christian Eriksen no Dinamarca - Bélgica

Jogo parou ao minuto 10 para um sentido tributo ao internacional dinamarquês.

O encontro desta quinta-feira entre Dinamarca e Bélgica, da segunda jornada do grupo B do UEFA Euro 2020, parou em Copenhaga ao minuto 10 para homenagear o futebolista Christian Eriksen, que caiu inanimado no mesmo estádio, o Parken, há cinco dias.

Durante quase um minuto, jogadores, treinadores, staff, equipa de arbitragem e espetadores, muitos com cartazes e mensagens de incentivo, pararam para bater palmas em uníssono ao jogador do Inter de Milão.

Internado no Rigshospitalet, em Copenhaga, a menos de um quilómetro em linha reta do Parken Stadium, onde decorre a partida, o jogador de 29 anos terá ouvido a homenagem dos cerca de 25 mil espetadores presentes nas bancadas.

Da mesma forma, terá sentido o 'bruá' nas bancadas logo aos dois minutos, quando Yussuf Poulsen adiantou os escandinavos.

Antes do encontro, o 'capitão' belga, o benfiquista Vertonghen entregou ao da Dinamarca, Simon Kjaer, uma camisola com o número 10 e o primeiro nome de Eriksen (Christian), encaixilhada e assinada, presume-se, por todos os elementos dos 'diabos vermelhos'.

Aos 43 minutos da estreia dinamarquesa na prova, no sábado, Eriksen tombou no relvado do Parken Stadium, com uma paragem cardíaca, obrigando à suspensão do encontro com a Finlândia, que então seguia empatado a zero.

Perto da linha lateral, no lado esquerdo do ataque dos dinamarqueses, o jogador de 29 anos colapsou, sendo de pronto assistido, primeiro pelos companheiros de equipa, nomeadamente o 'capitão' Simon Kjaer, e depois pelas equipas médicas.

A rápida assistência médica em campo permitiu, após um quarto de hora, estabilizar o jogador e, posteriormente, transferi-lo, já depois de este ter recuperado a consciência, para um hospital de Copenhaga, onde permanece internado.

A partida foi inicialmente suspensa pela UEFA, sendo reiniciada quase duas horas depois, com a Finlândia a acabar por vencer por 1-0, com um golo de Joel Pohjanpalo, aos 60 minutos.

  • Dentro do coração
    4:23

    Futuro Hoje

    Há 7 anos no Futuro Hoje mostrámos pela primeira vez um pacemaker que se instala dentro do coração. Em Portugal há muitas pessoas a quem este aparelho salvou a vida. Só o Dr. Diogo Cavaco, cardiologista que introduziu esta técnica no país, já instalou mais de cem aparelhos destes.