UEFA Euro 2020: Portugal

Alemanha põe fim a série invencível de Portugal em Europeus

Philipp Guelland

Seleção Nacional não perdia em Campeonatos da Europa desde 2012. A última derrota tinha sido imposta precisamente pelos germânicos.

A seleção portuguesa de futebol falhou este sábado o 13.º jogo consecutivo sem perder em fases finais do Europeu, ao perder por 4-2 com a Alemanha, precisamente a última equipa que tinha batido o conjunto das 'quinas', em 2012.

Depois de ser 'massacrada' nos primeiros 10 minutos, a formação lusa ainda abriu o marcador, por Cristiano Ronaldo, aos 15 minutos, mas dois autogolos, de Rúben Dias e Raphaël Guerreiro, e tentos de Kai Havertz e Robin Gosens, deram a volta ao jogo, já de nada valendo o tento final de Diogo Jota, aos 67.

Desta forma, Portugal sofreu a primeira derrota em Europeus desde o jogo de abertura do Europeu de 2012, disputado na Polónia e na Ucrânia.

Na cidade ucraniana de Lviv, em 9 de junho de 2012, a formação germânica, já então comandada por Joachim Löw, que se despedirá após o Euro2020, impôs-se por 1-0, graças a um golo do ponta de lança Mario Gómez, aos 72 minutos.

Darko Vojinovic

Depois desse desaire, Portugal não mais tinha perdido, tendo chegado hoje à Allianz Arena com uma série de 12 jogos consecutivos sem perder - sete vitórias e cinco empates.

A série de invencibilidade começou em 13 de junho de 2012, com um 3-2 à Dinamarca, garantido com um golo de Silvestre Varela, aos 87 minutos, depois de desperdiçada uma vantagem de dois tentos, e prosseguiu com um 2-1 aos Países Baixos.

Manu Fernandez

Cristiano Ronaldo 'bisou' face aos holandeses e, nos 'quartos' derrotou a República Checa (1-0), para, nas 'meias', ficar em 'branco', como Portugal, no embate com a Espanha, que, após 120 minutos sem golos, prevaleceu nos penáltis (4-2).

No Euro2016, Portugal adicionou três igualdades na fase de grupos: 1-1 com a Islândia, com Nani a inaugurar o marcador, 0-0 com a Áustria, com Ronaldo a falhar um penálti, e 3-3 face à Hungria, com um tento de Nani e dois de Ronaldo, num jogo que os magiares lideraram por 1-0, 2-1 e 3-2.

Darko Bandic

Nos 'oitavos', Ricardo Quaresma eliminou a Croácia no tempo extra (1-0), nos 'quartos', Portugal ganhou a 'lotaria' (5-3), depois de Renato Sanches 'anular' o tento de Robert Lewandowski, e, nas 'meias', Ronaldo e Nani voltaram a aparecer face ao País de Gales (2-0), antes de Éder decidir a final com a França.

Já no Euro 2020, Portugal começou com um 3-0 à Hungria, selado com golos 'tardios' de Raphaël Guerreiro e Ronaldo (dois), todos com 'selo' Rafa, mas, hoje, a Alemanha voltou a ser imensamente superior á seleção lusa e acabou com a invencibilidade.

VISITE O ESPECIAL UEFA EURO 2020