UEFA Euro 2020: Seleções e Grupos

Dos bubos aos dragões: como são conhecidas as seleções do Euro 2020 

As alcunhas são inspiradas nas cores das camisolas ou bandeiras, na história do país ou mesmo na simplicidade da palavra em si.

Grupo A

Turquia: Ay-Yıldızlılar (O Crescente e a Estrela)

A seleção turca é conhecida por "Ay-Yıldızlılar", os símbolos que integram a bandeira do país e que são os mesmos da beira do antigo império Otomano.

Itália: Gli Azzurri (Azuis)

Apesar de a bandeira de Itália ter três cores, o azul foi o escolhido para representar a seleção italiana, conhecida por "Os Azuis". Esta é a cor da Casa Real de Saboia, a responsável pela unificação de Itália, em 1861.

Paíse de Gales: Y Dreigiau (Dragões)

A equipa galesa é conhecida por Dragões, a mítica figura que faz parte da história do País de Gales. O país tem, inclusive, um dragão na bandeira nacional.

Thanassis Stavrakis

Suíça – Nati (Equipa Nacional)

Num país com quatro línguas oficiais - francês, alemão, italiano e romanche, a seleção suíça é apelidada de "nati", o diminutivo de equipa nacional.

Grupo B

Dinamarca: Dinamite Dinamarquesa

"Somos vermelhos, somos brancos, somos dinamite dinamarquesa", disse um jornalista dinamarquês sobre a equipa de 1984. Desde então, a seleção da Dinarmarca ficou conhecida por este nome.

Finlândia: Huuhkajat (Bubo)

O nome da seleção finlandesa é recente. Remonta a 2007, quando um bubo (ou bufo-real, uma ave da família das corujas e mochos) interrompeu um jogo de qualificação para o Euro 2008, frente à Bélgica, pousando na trave e ficando ali durante vários minutos. O momento serviu de inspiração para o nome da seleção finlandesa.

AFP

Bélgica: Les Diables Rouges (Os Diabos Vermelhos)

O nome surgiu em 1906, depois de um jornalista holandês dizer que os belgas "jogavam de forma diabólica", após a vitória frente aos Países Baixos, em Roterdão. O vermelho é a alusão à cor da camisola. Desde então, a seleção belga é conhecida por "Os Diabos Vermelhos".

Rússia: Sbornaya (Equipa Nacional)

Ainda como União Soviética, a seleção russa já era chamada de forma prática: Sbornaya, ou seja, equipa nacional. Não mudou desde então.

Grupo C

Países Baixos: Oranje (Laranja) e Clockwork Orange (Laranja Mecânica)

O laranja (que também é a cor das camisolas) está associado à família real holandesa. Já o nome "Laranja Mecânica" é uma referência à icónica seleção dos anos 70, que foi orientada por Johan Cruyff.

Peter Dejong

Ucrânia: Synio-Zhovti (Azuis e Amarelos)

A seleção ucraniana é conhecida por ser "Os Azuis e Amarelos", as cores da bandeira nacional, em que o azul representa o céu e o amarelo diz respeito aos campos de cultivo.

Áustria: Das Nationalteam (Equipa Nacional)

Assim como outras seleções, também a Áustria escolheu um nome prático e simples para a equipa: Das Nationalteam (Equipa Nacional), ou em português, equipa nacional.

Macedónia do Norte: Рисови (Linces)

A alcunha da seleção da Macedónia do Norte é inspirada no lince balcânico, uma espécie endémica da região. A figura do animal está, inclusive, na moeda de cinco dinares do país.

BORIS GRDANOSKI

Grupo D

Inglaterra: Three Lions (Três Leões)

O nome da seleção inglesa vem do Rei Ricardo I, também conhecido como Ricardo Coração de Leão, que usou a imagem como motivação para os soldados, no século XII. O brasão de armas de cada monarca inglês passou a integrar, desde então, os três leões, como agora é conhecida a equipa de futebol do país.

Croácia: Kockasti (Axadrezados)

Os jogadores croatas são conhecidos como os Axadrezados, como também é o equipamento da seleção. Este padrão é uma réplica do brasão de armas da Croácia.

Frank Augstein

República Checa: Národní tým (Equipa Nacional)

A seleção da República Checa é mais uma das muitas que escolhe ser chamada pelo que é: "Národní tým", ou na tradução, equipa nacional.

Escócia – Exército Tartã

A equipa escocesa é conhecida por "Exército Tartã". Em causa está o padrão tradicional da Escócia, em que as diferentes cores representam os vários clãs da nação.

Mike Segar

Grupo E

Spain: La Roja (Vermelha), La Furia Española (Fúria Espanhola)

Antes, a seleção era conhecida apenas por "Fúria Espanhola", devido à equipa olímpica de 1920. No entanto, recentemente, passou a ser conhecida também por "la roja", ou vermelha, devido à cor da camisola.

Suécia: Blågult (Azuis e Amarelos)

Assim como a seleção da Ucrânia, também a da Suécia é conhecida por "Os Azuis e Amarelos". O nome é inspirado nas cores nacionais, que remontam ao reinado de Magnus III, e que estão presentes também na bandeira nacional.

Polónia: Orły (Águias)

A alcunha de "Águias" da seleção polaca é baseada no brasão de armas do país, onde está presente uma águia de cauda branca sob um fundo vermelho.

Peter Andrews

Eslováquia: Sokoli (Falcões)

O nome foi escolhido em 2015 pela federação nacional de futebol, que procurava um símbolo que representasse as tradições da Eslováquia. A "velocidade e argúcia" do falcão foi a escolhida.

Grupo F

Portugal: Seleção e equipa das "quinas"

Em Portugal, usa-se seleção ou equipa das "quinas" para falar sobre a equipa nacional. Seleção é o nome simples que outras também usam. As quinas dizem respeito aos cinco escudos azuis do brasão de armas da bandeira portuguesa.

Thanassis Stavrakis

França: Les Bleus (Azuis)

Assim como Itália, também a seleção francesa é conhecida por "Os Azuis". O nome vem da cor camisola, mas também porque é a cor nacional desde o século XII.

Alemanha: Die Mannschaft (A Equipa)

A partir de 2014/2015, a seleção alemã passou a usar "Die Mannschaft" para ser reconhecida. O termo representa "criatividade, respeito e fair play".

Hannibal Hanschke

Hungria: Magyarok (Magiares)

A seleção húngara é conhecida como magiares, um grupo étnico nativo do país.

Fonte: UEFA

ESPECIAL EURO 2020