Queda do BES

Caso GES. Cavaco Silva e Carlos Costa ilibados

Arquivadas suspeitas ligadas a políticos.

Cavaco Silva, Passos Coelho e o ex-governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, são ilibados na acusação do Universo Espírito Santo.

O Ministério Público concluiu que não há indícios de crime, por exemplo nas declarações públicas do antigo presidente.

ESPECIAL QUEDA DO BES

Ricardo Salgado acusado de 65 crimes

O ex-presidente do BES Ricardo Salgado foi na terça-feira acusado de 65 crimes, incluindo associação criminosa, corrupção ativa no setor privado, burla qualificada, branqueamento de capitais e fraude fiscal, no processo BES/GES.

Segundo a acusação, Ricardo Salgado foi acusado de um crime de associação criminosa, em coautoria com outros 11 arguidos, incluindo os antigos administradores do BES Amílcar Pires e Isabel Almeida.

Está também acusado da autoria de 12 crimes de corrupção ativa no setor privado e de 29 crimes de burla qualificada, em coautoria com outros arguidos, entre os quais José Manuel Espírito Santo e Francisco Machado da Cruz.

A defesa de Ricardo Salgado considera que a acusação "falsifica" a história do BES sublinhando que o antigo banqueiro "não praticou qualquer crime", refere um comunicado assinado pelos advogados Francisco Proença de Carvalho e Adriano Squilacce.