Guerra Rússia-Ucrânia

Biden acusa Rússia de violar princípios fundamentais da Carta da ONU

Loading...
Presidente dos EUA considera um “desrespeito inconsequente” as ameaças feitas por Putin aos Estados europeus.

Joe Biden acusa a Rússia de violar os princípios fundamentais da Carta das Nações Unidas. A Guerra na Ucrânia foi o principal tema do discurso do presidente norte-americano na Assembleia Geral da ONU.

Joe Biden discursou na Assembleia Geral das Nações Unidas e centrou as suas palavras nas várias tensões vividas na Ucrânia. O Presidente norte-americano condenou, como já tinha feito em ocasiões anteriores, as ações da nação liderada por Vladimir Putin.

Biden afirmou que o Kremlin, desde o início do conflito, sempre teve em mente “apagar do mapa um Estado soberano [Ucrânia]”.

Prosseguiu, deixando explícito que a Rússia violou os princípios fundamentais da Organização das Nações Unidas (ONU), ao levar a cabo a invasão da Ucrânia, e ao ignorar ao longo dos últimos meses os variados apelos da Comunidade Internacional.

Considera um “desrespeito inconsequente” as ameaças feitas por Putin aos Estados europeus, durante o discurso que protagonizou na manhã desta quarta-feira, onde prometeu agir com todos os meios necessários contra a Europa, se necessário.

Nesse sentido, Biden abordou ainda a mobilização de centenas de milhares de novos soldados russos e categorizou como falsos os referendos que se irão realizar nas regiões separatistas do Donbass, na Ucrânia.

Para Biden, as justificações de Putin para ter invadido a Ucrânia não são verdadeiras. O Presidente russo, desde o início do conflito sempre garantiu que apenas se tratava de uma operação militar tendo em vista acabar com as ameaças vindas do país vizinho. O líder norte-americano garante que Putin apenas pretende ocupar o território ucraniano.

Últimas Notícias
Mais Vistos