Guerra Rússia-Ucrânia

ONU preocupada com risco de acidente nuclear na Ucrânia

ONU preocupada com risco de acidente nuclear na Ucrânia
Future Publishing
A central nuclear de Zaporijia está sob ocupação das tropas russas quase desde o início da invasão da Rússia à Ucrânia.

A Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) alertou esta segunda-feira que o risco de um acidente nuclear na Ucrânia, onde a central de Zaporijia é frequentemente alvo de ataques, é atualmente uma das suas principais preocupações.

"No topo da nossa lista e das nossas preocupações está a situação na Ucrânia", afirmou o diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA), Rafael Grossi, na abertura da Assembleia Geral da agência da ONU.

"Temos que fazer tudo ao nosso alcance para evitar um acidente nuclear, que acrescentaria uma tragédia [à situação de guerra no país]", reforçou.

O diplomata argentino referiu-se especificamente à central nuclear de Zaporijia, a maior da Europa, que está sob ocupação das tropas russas quase desde o início da invasão da Rússia à Ucrânia, a 24 de fevereiro.

Rafael Grossi lembrou que esta instalação está "sob fogo" e alertou que, se ocorrer um acidente, não pode ser atribuído a um desastre natural, mas à falta de ação.

"Sabíamos o que teria que ser feito e há um plano na mesa para fazê-lo", disse.

Nesse sentido, o responsável da AIEA sublinhou que, na semana passada, esteve em contacto com as autoridades russas e ucranianas, com as quais insistiu na urgência de estabelecer uma zona de proteção e de segurança nuclear em torno de Zaporijia.

"O trabalho no local permitir-nos-ia estabilizar uma situação que é simplesmente inaceitável", declarou.

Rafael Grossi liderou uma visita à central nuclear de Zaporijia no início de setembro, onde desde então há uma equipa de dois inspetores internacionais que informam sobre a situação no local.

O Presidente da autoridade reguladora nuclear da Ucrânia, Oleh Korikov, já acusou a Rússia de ser um "Estado terrorista nuclear" pela sua invasão da Ucrânia e pela ocupação de Zaporijia e outras instalações nucleares, como Chernobyl, que foi ocupada no início da guerra, mas posteriormente abandonada no início de abril devido à contraofensiva das tropas ucranianas.

Por sua vez, a Rússia acusou novamente a Ucrânia dos ataques na central nuclear de Zaporijia.

Últimas Notícias
Mais Vistos