Guerra Rússia-Ucrânia

Quatro milhões de ucranianos afetados pelos cortes de energia

Loading...

Número foi avançado pelo Presidente Zelensky.

Quase quatro milhões de pessoas foram afetadas por cortes de energia após os recentes ataques russos a infraestruturas energéticas na Ucrânia, revelou o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky.

"Em muitas cidades e distritos do nosso país, foram introduzidos cortes para estabilizar" a situação, explicou o governante durante a sua mensagem de vídeo diária dirigida à nação.

"Quase quatro milhões de ucranianos estão atualmente a enfrentar estas restrições", acrescentou.

Os cortes afetam a cidade de Kiev e a sua região, bem como as províncias de Zhitomyr (centro-oeste), Poltava, Cherkasy e Kirovograd no centro, Rivne (oeste), Kharkiv (leste), Cherniguiv e Sumy no norte, apontou o chefe de Estado.

Logo no início do dia, a operadora privada ucraniana DTEK tinha anunciado cortes de energia "sem precedentes" na capital e a sua região, devido aos grandes danos infligidos ao sistema de energia ucraniano pelos ataques russos.

Durante mais de duas semanas, a Rússia tem intensificado os ataques à infraestrutura energética da Ucrânia, o que causou a destruição de pelo menos um terço das suas capacidades naquela região, numa altura em que se aproxima o inverno.

Como resultado, e para evitar apagões, cortes de energia com duração de algumas horas têm sido impostos diariamente em muitas regiões.

Um pouco por todo o país as autoridades estão a apelar à população para uma poupança de energia, reduzindo o consumo de eletricidade durante os horários de pico e evitando o uso de aparelhos de alta tensão.

Últimas Notícias
Mais Vistos