Qatar 2022

Argentina goleia e está a um jogo de igualar recorde mundial

Argentina goleia e está a um jogo de igualar recorde mundial
Hussein Malla

Ex-Benfica Di María marcou dois dos cinco golos dos “albicelestes”.

A Argentina, com a ajuda de dois benfiquistas, goleou esta quarta-feira os Emirados Árabes Unidos por 5-0, em Abu Dhabi, no ultimo encontro de preparação para o Mundial de futebol de 2022.

Julián Alvarez, aos 17 minutos, o ex-benfiqista Ángel Di María, aos 25 e 36, e Lionel Messi, aos 44, faturaram na primeira parte, que acabou com 4-0, e o suplente Joaquín Correa apontou, aos 60, o único golo da segunda.

Os 'albicelestes' estiveram imperiais até ao intervalo, dominando por completo os acontecimentos, quase sempre com a bola, e 'acalmaram' na segunda parte, na qual os anfitriões estiveram várias vezes perto do golo de honra.

A Argentina não teve, ainda assim, dificuldades em somar o 36.º encontro consecutivo sem perder (25 vitórias e 11 empates), colocando-se a apenas um de igualar o recorde mundial, na posse da Itália, com 37, entre 2018 e 2021.

A formação comandada por Lionel Scaloni, que não perde desde as meias-finais da Copa América de 2019 (0-2 com o Brasil, em 02 de julho), poderá igualar o registo dos transalpinos quando se estrear no Mundial2022, face à Arábia Saudita, na primeira jornada do grupo C.

Resumo do encontro

Os argentinos assumiram a posse de bola desde início e inauguraram o marcador aos 17 minutos, com Di María a isolar Messi, que, em vez de marcar, resolveu assistir Julián Alvarez, para este faturar sem problemas.

Apenas oito minutos volvidos, a Argentina aumentou a vantagem: o ex-'leão' Acuña centrou da esquerda e, sem deixar a bola cair, o ex-'águia' Di María 'fuzilou', com a bola a bater no poste direito e a entrar.

O atual jogador da Juventus viria a 'bisar' aos 36 minutos, ao receber a bola à entrada da pequena área, de MacAllister, e marcar, depois de fintar um último defesa e o guarda-redes.

Ainda antes do intervalo, aos 44 minutos, foi a vez de Lionel Messi 'picar o ponto', de pé direito, após um passe do 'omnipresente' Di María, que foi a grande figura da primeira parte, acabando por ser substituído ao intervalo.

Messi somou a 48.ª assistência e o 91.º golo pela Argentina, em 165 jogos, e o 10.º tento nos últimos quatro embates: não marcava em quatro jogos seguidos desde 2014, num registo que apanhou os três primeiros do Mundial.

Após o intervalo, Joaquín Correa ainda marcou o quinto golo dos argentinos, aos 60 minutos, assistido por Rodrigo De Paul, enquanto os Emirados criaram e falharam muitas ocasiões, nomeadamente Caio Canedo (62, 69 e 81 minutos), depois de um 'tiro' à barra de Harib Suhail (48).

Na formação da Argentina, aturaram os dois jogadores do Benfica convocados para o Mundial2022: Otamendi jogou os primeiros 45 minutos no centro da defesa, enquanto Enzo Fernández entrou para o meio-campo aos 51.

Apesar de os Emirados, que falharam o Mundial2022 num 'play-off' com a Austrália, terem perdido por 5-0, o público presente fez do jogo uma festa do início ao fim, com Messi a provocar a 'loucura' em cada toque na bola.

Últimas Notícias
Mais Vistos