Orçamento do Estado

OE2021. Leão mais pessimista que Centeno antecipa PIB nos 8,5% este ano

TIAGO PETINGA

Governo fala de uma "forte contração" em 2020, e piora as previsões do Orçamento Suplementar.

O Ministério das Finanças prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) caia 8,5% este ano, uma previsão mais pessimista do que a divulgada pelo Banco de Portugal (BdP) na semana passada (8,1%).

No relatório que a companha a proposta de lei do Orçamento do Estado para 2021 (OE2021), o Governo fala de uma "forte contração" em 2020, e piora as previsões do Orçamento Suplementar (-6,9%) em termos de evolução económica, "resultado de uma quebra mais acentuada, face ao então estimado, nas componentes do consumo privado e exportações, assim como de uma contração do consumo público".

As previsões divulgadas pelo Ministério liderado por João Leão contrastam com as divulgadas na semana passada pelo Banco de Potugal, agora liderado pelo ex-ministro Mário Centeno, seu antecessor, que aponta para uma queda de 8,1% do PIB em 2020.

Veja também: