Orçamento do Estado

Governo não ficará preso ao défice se crise piorar, garante Medina

Loading...
Ministro das Finanças garante que Orçamento do Estado para 2023 prevê cenários adversos.

O ministro das Finanças, Fernando Medina, garante que em 2023 o Governo vai deixar a economia funcionar e não ficará preso ao défice, se a situação internacional se agravar. Ouvido no Parlamento, o ministro das Finanças garantiu também que a TAP não consta do Orçamento de Estado do próximo ano.

Nem injeção de capital nem privatização. A TAP está fora do próximo Orçamento do Estado. Até porque a Comissão Europeia não deixa gastar nem mais um cêntimo que os 900 milhões já autorizados.

Fernando Medina voltou a afirmar que as contas estão feitas para prevenir um cenário adverso, garantindo que o governo não vai apertar o cinto para travar uma eventual subida do défice.

No confronto com o ministro, o PSD diz que é "fake news" a afirmação de que este é um orçamento de recuperação de rendimentos. O Bloco de Esquerda garante que as contas do Governo sobre as pensões não têm credibilidade. O Chega e o PCP discordam das previsões que instituições internacionais têm agravado e o Iniciativa liberal protesta que quem ganha salário mínimo vai passar a pagar IRS.

Últimas Notícias