Os números da Covid-19

Portugal com mais 5 mortes e 649 novos casos de covid-19

Pedro Nunes

Os dados do ultimo boletim da DGS.

Portugal contabiliza este sábado mais cinco mortes e 649 novos casos de covid-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 16.492 mortes e 830.560 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando este sábado ativos 25.344 casos, menos 23 em relação ao dia anterior.

O boletim da DGS revela que estão internados 415 doentes, menos 14 do que na sexta-feira. Nos cuidados intensivos estão 103 doentes, o que representa um aumento dois pacientes.

Os dados indicam ainda que mais 667 doentes foram dados como recuperados, fazendo subir para 788.274 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 20.638 contactos, mais 698 relativamente ao dia anterior.

O índice de transmissibilidade (Rt) do novo coronavírus em Portugal desceu, na sexta-feira, para 1,05 assim como a incidência de casos por 100.000 habitantes nos últimos 14 dias que se situa nos 71,6.

Os números anteriores destes indicadores, divulgados na quarta-feira, apontavam para um Rt nacional de 1,06 e uma incidência de 72,4 casos por 100.000 habitantes.

Dados detalhados

Por região, o Norte concentra mais 258 casos confirmados para 333.542 e o número de óbitos permanece inalterado em 5.330.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificadas mais 198 infeções para 314.568 e mais três mortes para 7.183.

O Centro, por seu turno, totalizou mais 52 casos de infeção para 118.079 e o número de mortes ficou inalterado em 3.005.

O Alentejo soma agora 29.554 casos confirmados, mais 43 do que na sexta-feira, e o número de mortes permaneceu em 970.

A região do Algarve tem hoje notificados 21.348 novos casos, ou seja, uma subida de 47 face ao dia anterior e mais um óbito para 356.

Nas Regiões Autónomas, a Madeira apresenta uma subida 18 casos de infeção para 8.962, enquanto o número de mortes continua em 68.

Já nos Açores, o número de casos ascendeu a 4.507, mais 33 do que no dia anterior, e mais uma morte, totalizando agora 30.

Do total de casos confirmados, 453.597 são mulheres, 376.661 são homens e os restantes 302 estão sob investigação, uma vez que os dados "são fornecidos de forma automática".

170 mil Professores recebem vacina este fim de semana

Quase 170 mil professores e funcionários das escolas vão receber a primeira dose da vacina contra a covid-19 entre sábado e domingo, depois de o processo ter sido adiado uma semana devido a novas restrições.

De acordo com a 'task-force' responsável pelo plano, até à manhã de sexta-feira já tinham sido enviados mais de 187 mil SMS para o agendamento da vacinação, que irá decorrer entre hoje e domingo, envolvendo quase todos os profissionais do ensino não superior.

No início da semana passada, os mesmos professores e funcionários começaram a receber a convocatória para o "grande exercício" de vacinação contra a covid-19, como lhe chamou o ministro da Educação, que estava previsto para o passado fim de semana.

Os planos foram, no entanto, adiados pela decisão da Direção-Geral da Saúde (DGS) de recomendar a administração da vacina da AstraZeneca contra a covid-19 em pessoas acima dos 60 anos de idade.

As novas restrições na utilização da vacina inicialmente destinada aos profissionais do ensino obrigou, então, a atrasar uma semana o processo de inoculação.

Governo decide medidas para terceira fase do desconfinamento

O Governo deverá aprovar esta quinta-feira novas medidas para a terceira fase do plano de desconfinamento que, de acordo com o inicialmente previsto, incluem o regresso às aulas presenciais no ensino secundário e superior, a reabertura de restaurantes, pastelarias, lojas e centros comerciais.

As medidas irão traduzir "um justo equilíbrio" entre desconfinamento e restrições, ou mesmo de suspensão do processo de reabertura, nas zonas mais atingidas pela covid-19, declarou o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, no debate sobre a prorrogação do estado de emergência, na quarta-feira, no parlamento.

O plano de desconfinamento do executivo prevê quatro fases de reabertura - duas já avançaram em 15 de março e 5 de abril - , a próxima será na segunda-feira, 19 de abril, e a última em 3 de maio.

As medidas podem ser revistas se Portugal ultrapassar os 120 novos casos de infeção com o novo coronavírus por 100 mil habitantes em 14 dias ou, ainda, se o índice de transmissibilidade (Rt) do vírus SARS-CoV-2 ultrapassar 1.

15.º ESTADO DE EMERGÊNCIA

Na segunda-feira, Portugal entra no seu o 15.º estado de emergência no contexto de pandemia de covid-19.

Nos termos da Constituição, o estado de emergência, que permite a suspensão do exercício de alguns direitos, liberdades e garantias, não pode durar mais de 15 dias, sem prejuízo de eventuais renovações com o mesmo limite temporal.

Três milhões de pessoas morreram devido à covid-19 em todo o mundo

O mundo ultrapassou este sábado os três milhões de mortes causadas pela covid-19, desde dezembro de 2019. O levantamento foi realizado pela agência de notícias AFP a partir de dados fornecidos pelas autoridades de saúde.

Após um ligeiro abrandamento em março, o número de mortes diárias está a aumentar novamente no mundo, com uma média de mais de 12.000 óbitos diários na semana passada, aproximando-se das 14.500 mortes diárias registadas no final de janeiro, no auge da pandemia.

O Reino Unido é o país da Europa mais atingido pela covid-19 (127.225 mortes) e apresenta cerca de 30 mortes por dia, após um pico de mais de 1.200 mortes diárias no final de janeiro.

Os Estados Unidos é o país mais afetado do mundo com 566.224 mortes. Desde o final de janeiro, viu a pandemia recuar drasticamente, embora os números estejam novamente a aumentar em alguns Estados.

Links úteis

Mapa com os casos a nível global