Os números da Covid-19

Portugal regista 8 mortes e 891 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Um homem caminha numa estação de metro em Lisboa.

Armando Franca

O último balanço da DGS.

Portugal contabiliza esta quarta-feira mais oito mortes e 891 novos casos de covid-19, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 17.933 mortes e 1.063.991 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando hoje ativos 32.269 casos, menos 329 em relação a ontem.

O boletim da DGS revela que estão internados 426 doentes, menos 29 do que ontem. Nos cuidados intensivos estão 78 doentes, o mesmo número face a ontem.

Os dados indicam ainda que mais 1.212 doentes foram dados como recuperados, fazendo subir para 1.013.789 o número total de recuperados desde o início da pandemia em Portugal, em março de 2020.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 28.466 contactos, menos 947 relativamente ao dia anterior.

Dados por região

A região de Lisboa e Vale do Tejo, com a notificação de 323 novas infeções, contabiliza até agora 411.618 casos e 7.664 mortos.

Na região Norte foram registadas 290 novas infeções por SARS-CoV-2, totalizando 408.688 casos de infeção e 5.546 mortes desde o início da pandemia.

Na região Centro registaram-se mais 111 casos, acumulando-se 142.120 infeções e 3.132 mortos.

No Alentejo foram assinalados mais 46 casos, totalizando 38.520 infeções e 1.020 mortos desde o início da pandemia.

Na região do Algarve o boletim regista 99 novos casos, acumulando-se 42.141 infeções e 457 mortos.

A região Autónoma da Madeira registou 13 novos casos, somando 12.150 infeções e 72 mortes devido à covid-19 desde março de 2020.

Os Açores têm hoje nove novos casos, contabilizando 8.754 casos e 42 mortos desde o início da pandemia.

As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados, que podem não coincidir com a informação divulgada no boletim da DGS.

DADOS POR GÉNERO E FAIXA ETÁRIA

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 571.804 mulheres e 491.448 homens e, mostram os dados da DGS, segundo os quais há 739 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que esta informação não é fornecida de forma automática.

Do total de vítimas mortais, 9.407 eram homens e 8.526 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nos idosos com mais de 80 anos, seguidos da faixa etária entre os 70 e os 79 anos.

Do total de mortes, 11.696 eram pessoas com mais de 80 anos, 3.842 com idades entre 70 e 79 anos, e 1.633 tinham entre 60 e 69 anos.

TAXA DE INCIDÊNCIA E ÍNDICE DE TRANSMISSIBILIDADE


A taxa de incidência nacional é de 137,4 casos de infeção por 100 000 habitantes. No continente está nos 140,1 casos por 100 000 habitantes.

O R(t) nacional está em 0,82 e no continente em 0,81.

Os dados dos indíces R(t) e da incidência são atualizados à segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira.

Covid-19: Portugal aguarda mais evidências sobre vacinação de crianças dos 5 aos 11 anos

A farmacêutica Pfizer já anunciou que vai pedir autorização para usar a vacina contra a covid-19 nas crianças entre os cinco e os 11 anos. Em Portugal, os especialistas mostram-se cautelosos e aguardam documentação mais segura.

O Infarmed explica que a aprovação está dependente do nível de evidência e da qualidade da informação.

Na Europa, para um fármaco ser autorizado para crianças é necessário submeter à Agência Europeia do Medicamento toda a documentação para os peritos avaliarem a segurança, a qualidade e a eficácia. Depois é analisado por um comité pediátrico.

Vacina da Moderna é ligeiramente mais eficaz que a da Pfizer e Johnson & Johnson

Um estudo comparativo das três vacinas contra o coronavírus, autorizadas nos Estados Unidos, revela que o imunizante da Moderna é ligeiramente mais eficaz do que o da Pfizer.

O da Janssen, da empresa Johnson & Johnson, surge em terceiro lugar, mas ainda com garantia de proteção elevada.

De acordo com o estudo comparativo, a vacina da Moderna proporcionou uma proteção de 93% contra a possibilidade de hospitalização, a da Pfizer 88% e a da Johnson & Johnson 71%.

Veja também:

  • A escola como uma gigantesca perda de tempo

    País

    Pode ser Eva. Fez um teste de Geografia e foi a única da turma a ter negativa. Dos seus olhos formosos e inexpressivos, num rosto negro como o touro do Herberto Helder, ruíram-lhe duas lágrimas. Mas daquelas que represam tanta água - tanta mágoa - que deixam cicatrizes aquosas. 43%.

    Opinião

    Rui Correia