Mundo

Coreia do Norte lança novo míssil balístico no mar do Japão

KCNA KCNA

A Coreia do Norte garante que, esta manhã conseguiu lançar um míssil balístico intercontinental (ICBM), capaz de ameaçar países como os Estados Unidos com armas nucleares. Segundo a televisão estatal norte coreana, o míssil Hwasong-14 chegou a uma altitude de 2,802 km e atingiu o alvo precisamente depois de um voo de 39 minutos. Pyongyang garante que este míssil seria capaz de atingir qualquer lugar no planeta, já depois dos EUA confirmarem apenas o lançamento de um míssil de médio alcance.

O míssil caiu no mar do Japão e não constitui uma ameaça para a América do Norte, disse o comando norte-americano em comunicado. "Continuamos a acompanhar de perto as ações da Coreia do Norte", acrescentou.

Nos últimos meses a Coreia do Norte tem aumentado os testes com mísseis balísticos e pretende construir mísseis nucleares que possam chegar mais longe até alcançar território norte-americano, um registo que segundo os especialistas ainda permanece longínquo.

O programa nuclear e de mísseis norte-coreano constituem um dos mais importantes desafios de política externa que enfrentam os dois novos líderes, e aliados, em Washington (EUA) e Seul (Coreia do Sul).

Em conferência de imprensa, o ministro porta-voz do Governo do Japão, Yoshihide Suga, disse que o míssil deverá ter caído nas águas da Zona Económica Especial nipónica, a qual se estende a cerca de 200 quilómetros das costas do arquipélago.

Este ensaio de armamento norte-coreano, o primeiro desde 08 de junho, quando Pyongyang disparou um míssil de cruzeiro, ocorre depois de o novo presidente sul-coreano, Moon Jae-in, e do homólogo norte-americano, Donald Trump, se terem reunido na semana passada, em Washington, para abordar a questão do regime norte-coreano.

Com Lusa