Mundo

Ronaldo não vai ser acusado no caso da alegada violação de Kathryn Mayorga

Caso remonta a 2009.

A Justiça norte-americana não vai apresentar qualquer queixa-crime contra Cristiano Ronaldo, no caso da alegada violação de Kathryn Mayorga. O futebolista português não irá assim ser acusado nem levado a julgamento.

A Procuradoria de Las Vegas, nos Estados Unidos, emitiu um comunicado em que esclarece que, depois de analisado o processo, o jogador português vai ser ilibado.

No documento, pode ler-se que as alegações de violação sexual contra Cristiano Ronaldo não podem ser provadas por não serem "suficientemente esclarecedoras". Posto isto, não irão ser feitas mais acusações.

ALESSANDRO DI MARCO

Cristiano Ronaldo foi acusado, em setembro do ano passado, de ter abusado sexualmente da norte-americana em 2009, num hotel em Las Vegas.

O processo data de 13 de julho de 2009. Foi nesse verão que Ronaldo conheceu Kathryn Mayorga, numa discoteca em Las Vegas, no estado norte-americano do Nevada.

De acordo com o documento, o futebolista português, na altura com 24 anos, convidou duas mulheres para a penthouse do hotel em que estava hospedado. Lá, convidou ambas para entrarem no jacuzzi mas Kathryn, então com 25 anos, rejeitou fazê-lo para não estragar o vestido. Ronaldo contrapôs, sugerindo-lhe que usasse uns calções e uma t-shirt.

Cristiano Ronaldo e Kathryn Mayorga mantiveram depois relações sexuais, uma informação que ambos confirmaram. Todavia, segundo Kathryn, houve um momento em que Ronaldo a forçou a uma prática sexual, contra a sua vontade.

Segundo o processo, a professora, agora com 34 anos, alegava também que Ronaldo se aproveitou do frágil estado emocional em que se encontrava para assinar um acordo, avaliado em mais de 320 mil euros, para que mantivesse o silêncio.

O caso foi revelado pelo portal Football Leaks no ano passado e voltou a ganhar notoriedade depois da entrevista dada por Kathryn à revista alemã Der Spiegel.

Um ano depois da reabertura do processo, as autoridades de Las Vegas vão agora encerrar o caso.

(Instagram)

(Instagram)