Mundo

Governo libanês decreta estado de emergência de duas semanas

Mohamed Azakir

Entra em vigor "um poder militar supremo".

O Governo libanês decretou esta quarta-feira o estado de emergência por duas semanas em Beirute, na sequência das explosões devastadores e mortíferas no porto da capital do Líbano.

O anúncio da decisão foi feito numa conferência de imprensa pelo ministro da Informação libanês, Manal Abdel Samad, adiantando que entrará em vigor, imediatamente, "um poder militar supremo" para garantir a segurança em Beirute.

O que aconteceu?

Duas fortes explosões sucessivas sacudiram Beirute na terça-feira, causando mais de uma centena de mortos e mais de 4.000 feridos, segundo o último balanço feito pela Cruz Vermelha.

O perigo do nitrato de amónio

As violentas explosões deverão ter tido origem em materiais explosivos confiscados e armazenados há vários anos no porto da capital libanesas.

O primeiro-ministro libanês revelou que cerca de 2.750 toneladas de nitrato de amónio estavam armazenadas no depósito do porto de Beirute que explodiu.

Os relatos de quem testemunhou as explosões em Beirute

Veja também:

  • 16:14