Mundo

Violência, protestos e detenções: Bielorrússia vive dias difíceis

José Milhazes faz uma análise à situação política atual do país.  

Repetem-se os protestos contra o Presidente Lukashenko

Milhares de pessoas têm contestado o resultado das eleições presidenciais que dizem ser uma fraude.

Os protestos surgiram porque o Presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, venceu as eleições presidenciais com 80,23% dos votos.

O comentador da SIC, José Milhazes, considera que atualmente não se vêm forças "realmente capazes" de obrigar Lukashenko a ceder ou ir embora.

Candidata presidencial da oposição refugiou-se na Lituânia

A principal rival do Presidente, Svetlana Tikhanovskaya, que se recusou a aceitar os resultados e garantiu que seria a verdadeira vencedora, refugiou-se na Lituânia, disse esta terça-feira à France Presse o Governo de Vilnius.

"Ela [Svetlana Tikhanovskaia] chegou à Lituânia e está em segurança", disse o Ministério dos Negócios Estrangeiros de Vilnius, numa altura em que os protestos da oposição se intensificam na Bielorrússia.