Mundo

Protestos na África do Sul. Mãe forçada a atirar bebé de um prédio em chamas

Os protestos violentos sucedem-se desde a prisão do antigo Presidente Jacob Zuma.

Esta terça-feira, em Durban, África do Sul, uma mulher foi forçada a atirar o bebé de um prédio em chamas.

O país tem sofrido violentos protestos, com pilhagens e distúrbios desde a prisão do antigo Presidente Jacob Zuma, que foi condenado a 15 meses de prisão por desrespeito ao tribunal.

Os últimos dados avançados pela polícia sul-africana dão conta de pelo menos 72 mortes provocadas pelos tumultos que se têm verificado desde o dia 8 de julho e que se têm intensificado nos últimos dias.

Jacob Zuma foi considerado culpado por não obedecer à ordem do tribunal para comparecer perante a Comissão, que investiga a alegada corrupção no país durante o seu mandato presidencial de 2009 a 2018.

Veja também: