Mundo

Rio de lava ameaça habitações da ilha de La Palma

Nuvem de cinzas cobre parte da ilha.

A atividade do vulcão de La Palma voltou a obrigar a cancelar dezenas de voos na ilha espanhola. Durante a noite, as autoridades das Canárias registaram 42 sismos. Quase um mês depois do Cumbre Vieja ter entrado em erupção, a normalidade em La Palma permanece em suspenso.

Uma nova boca eruptiva, aberta na noite de sexta-feira no sudeste do cone do vulcão, libertou uma nuvem de cinzas que cobriu boa parte da ilha.

A chuva de cinzas obrigou ao cancelamento de dezenas de voos e deixou os 85 mil habitantes da ilha ainda mais isolados e dependentes do transporte marítimo.

O rio de lava libertado pelo vulcão já destruiu 1.800 edifícios e desalojou sete mil pessoas. Os cerca de sete mil desalojados da ilha estão espalhados por casas de familiares, hotéis e centros de acolhimento.

La Palma, com os 85 mil habitantes, assiste à terceira erupção vulcânica num século. À primeira, a do vulcão San Juan em 1949, seguiu-se a do Teneguía, em 1971.

► VEJA MAIS:

  • Esqueçam o atrás...

    Tenham noção

    O recado de Rodrigo Guedes de Carvalho sobre redundâncias. Tenham noção que dizer ou escrever "há cinco anos atrás", "subir para cima" ou "descer para baixo" é desnecessário.

    SIC Notícias